domingo, 27 de agosto de 2017

Beewatching - lá vai mais uma carregada

   O calor tem sido intenso. A humidade, mesmo durante a noite, tem sido baixa. Estas condições fazem com que as poucas plantas com interesse apícola disponíveis, tenham muito pouco para dar. 
   Com tanta escassez de alimento e a varroa sob controlo, os trabalhos na minha apicultura reduzem-se à comercialização de alguns frascos de mel (há muitas pessoas com curiosidade em provar o melhor mel do mundo) e ao "Beewatching". Por certo nestes dias, são muitos os apaixonados pelas abelhas, que ao chegarem ao apiário pela manhã, se põe a observar a entrada das abelhas nas colmeias e a interiorizar para si mesmos - lá vai mais uma carregada de pólen; andam a trabalhar no cardo. É o que faço nestes dias quando chego aos meus apiários. 
   Se aqueles que observam aves, designam essa actividade por Birdwatching, também os apicultores e apaixonados pelas abelhas podem chamar, aos longos períodos que passam a ver a entrada de abelhas nas colmeias, Beewatching. 

É desta observação que vos falo.

Abelha a entrar na colmeia carregada de polen


Abelhas a entrar para o cortiço carregadas de polen.
Também nos campos podemos praticar Beewatching, avaliar as abelhas na recolha de pólen e néctar.
Segue-se uma imagem de uma abelha a trabalhar no cardo douradinho.
Abelha a trabalhar no cardo douradinho
O cardo douradinho floresce quase em simultâneo com o cardo vindima ou asnil mas aparece em muito menor quantidade. Já estive à conversa com vários apicultores que me disseram que este cardo dá origem a um mel saborosíssimo. 
Diferença entre o cardo douradinho e o cardo vindima ou asnil.
Cardo douradinho


Cardo vindima ou asnil
   Pela qualidade e procura que tenho tido do mel que as minhas abelhas do apiário de Vendas Novas produzem, decidi fazer naquela região mais um apiário para 10 a 12 colmeias. O local é magnífico e tem tudo para ser um bom apiário. Tenho somente receio dos texugos. O local é ermo e há texugos por ali. Quando a fome aperta ele atiram-se a tudo. Estou a fazer um teste com 3 núcleos. Se resistirem até fevereiro /2018 vou povoar até ficar completo; caso contrário é ideia para abandonar.
Ficam as imagens do local.
Local onde estou a instalar novo apiário de Vendas Novas

Local onde estou a instalar novo apiário de Vendas Novas (outra)

Novo apiário de Vendas Novas em construção


Novo apiário de Vendas Novas com dois núcleos.

Núcleo no novo apiário de Vendas Novas. Está metido no
meio das estevas para avaliar comportamento dos texugos.
   Saindo um pouco ao lado da apicultura, registei na zona das Caldas da Rainha como estão os pomares de maçã e pêra. Parece estar tudo extraordinário. É impressionante como árvores tão pequenas carregam com tanta fruta.  Ficam algumas imagens.
Pomar de maçãs

Macieira carregada de maçãs Royal Gala.

Macieira carregada de maçãs (outra)

Pernada de macieira carregada de maçãs Royal Gala.

Macieira carregada de maçãs (outra).
Até apetece apanhar e comer. Há que fazer pela saúde: segundo os ingleses "An appel a day keeps the doctor away" (traduzindo - uma maçã por dia mantém os médicos longe da nossa porta - isto é: mantém-nos saudáveis). Para além disso o consumo de maçã nacional também ajuda os nossos produtores e escoar as toneladas e toneladas de maçã e pêra que se produzem naquela região.

E pronto por hoje é tudo. Espero que goste e volte sempre.

Obrigado.

Sem comentários:

Enviar um comentário